Como adaptar a telemedicina em sua clínica

Como obter o registro na vigilância sanitária para clínicas odontológicas
Como obter o registro na vigilância sanitária para clínicas odontológicas
6 de abril de 2021
3 ótimos sistemas para telemedicina
3 ótimos sistemas para telemedicina
15 de abril de 2021
Como adaptar a telemedicina em sua clínica

Uma das melhores estratégias da atualidade empregadas por gestores de clínicas médicas, visando otimizar o processo de emissão de laudos e atendimentos, é a telemedicina.

A telemedicina é uma ferramenta que atua como aliada fundamental no envio de informações e realização de atendimentos a distância. Além disso, ela também pode ser uma importante ferramenta para a redução de custos.

A tecnologia atual permite a presença online, e em tempo integral, de equipes de especialistas. Assim, é possível para sua clínica melhorar a precisão das avaliações, e aumentar o número de exames analisados.

A telemedicina também chega ao setor da saúde como uma ferramenta que garante maior segurança no armazenamento de dados de pacientes, considerando que todas as informações podem ficar registradas no software de telemedicina.

Para saber mais sobre o assunto, confira a seguir como essa solução para o envio de laudos a distância pode ser um ótimo diferencial competitivo para o seu negócio.

O que diz a lei sobre a telemedicina?

Embora seu uso tenha se popularizado devido à pandemia, a regulamentação da telemedicina no Brasil é normatizada desde o ano de 2002. Além do mais, ela já é reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde), como uma prática essencial à área médica.

Muita gente não sabe, mas a telemedicina marca presença no Brasil desde a década de 1990 quando começaram a ser realizados os primeiros testes com equipamentos para videoconferências na área médica. Com o tempo, o alto acesso à tecnologia e à internet, passou a deixar a ferramenta cada vez próxima da realidade de muitos consultórios e clínicas.

Vale destacar, que com a pandemia da COVID-19 e as restrições de circulação, a telemedicina ganhou forças e vem ganhando cada vez mais espaço em clínicas e estabelecimentos de saúde no Brasil e no mundo.

O que é a telemedicina? Para que ela serve?

Como conceito geral, a telemedicina consiste numa ferramenta que permite a realização de atendimentos e a emissão de laudos médicos de forma remota.

Com a telemedicina, é possível integrar opinião de especialistas de diferentes locais, realizar consultas e monitorar mesmo que a distância, o estado de saúde de muitos pacientes.

Além do mais, ela ainda atua como uma forma de educação a distância, ampliando a troca de conhecimento entre médicos e especialistas. Para esse intercâmbio remoto, vale destacar o emprego combinado de softwares, equipamentos digitais, internet, especialistas qualificados e plataformas online.

Através da telemedicina é possível inclusive, realizar exames de diagnóstico por meio de equipamentos que geram imagens digitais. O resultado pode ser compartilhado com um ou mais especialistas para a sua interpretação, conclusões e emissão de laudos.

Sendo assim, esse laudo pode ficar disponível online para outros profissionais de saúde e também para os pacientes. Na prática, a telemedicina funciona também  como um prontuário digital com todas as informações a respeito do histórico dos pacientes.

 

Como adaptar a telemedicina em sua clínica?

Apesar de parecer um processo demorado, de alto custo e complexo, implementar a telemedicina não demanda altos investimentos.

Em um primeiro momento, é necessário realizar uma análise individual dos equipamentos da sua clínica, avaliando a necessidade de adquirir computadores, webcams e outros dispositivos que viabilizem as videoconferências.

Em alguns casos, também é preciso investir em equipamentos e tecnologias que permitam a realização de exames e diagnósticos à distância.

A seguir, avalie como a telemedicina pode impactar no dia a dia e na rotina de trabalho da sua clínica e dos seus profissionais e como aos poucos adaptar procedimentos e atendimentos para o formato à distância.

Quais exames permitem emissão de laudos via internet?

Com o avanço das ferramentas de telemedicina o Conselho Federal de Medicina, publicou a resolução Nº 2.107/2014 que trouxe uma série exames que permitem a emissão de laudos via telemedicina, dentre eles:

  • Electrocardiograma (ECG);
  • Espirometria;
  • Raio X;
  • Mamografia;
  • Ressonância Magnética;
  • Tomografia;
  • Acuidade Visual,
  • Eletroencefalograma (EEG).

Sendo assim, caso sua clínica já realize alguns desses exames, você pode  implementar a emissão de laudos à distância, com o auxílio da telemedicina.

Principais vantagens da telemedicina

Neste conteúdo você já conheceu detalhes importantes sobre a telemedicina e também o que é preciso para adaptar a sua clínica médica ao atendimento médico à distância.

Agora, é hora de conferir, as principais vantagens da telemedicina e descobrir o que tem levado as maiores empresas da área de saúde a investir nessa tecnologia.

  • Reduz custos para clínicas e clientes;
  • Facilita a comunicação com profissionais de saúde;
  • Possui resultados comprovados em várias partes do mundo;
  • Facilita tratamentos e acompanhamentos médicos;
  • Evita deslocamentos para atendimentos presenciais;
  • Tecnologia em constante expansão e desenvolvimento;
  • Dentre outras vantagens.

Como regularizar uma clínica médica?

Se o seu objetivo é regularizar a sua clínica de telemedicina, você pode contar com os serviços de assessoria contábil para clínicas médicas da AJMED.

AJMED atua há mais de 40 anos no mercado oferecendo serviços especializados em contabilidade para clínicas e consultórios médicos em todas as especialidades.

Nossos consultores e especialistas em gestão contábil para clínicas médicas, estão preparados para auxiliar e orientar você em todas as etapas necessárias para a abertura e regularização da sua clínica de telemedicina.

  • Dentre as principais etapas para regularização de um negócio na área de saúde, podemos citar:
  • Definição do regime de constituição empresarial;
  • Definição do regime tributário mais vantajoso para o negócio;
  • Elaboração e registro do Contrato Social na Junta Comercial;
  • Solicitação e Emissão do CNPJ;
  • Emissão da Inscrição Estadual;
  • Emissão da Inscrição Municipal e Alvará de Funcionamento;
  • Solicitação de Vistoria e Registro na Vigilância Sanitária.

Em todas essas etapas,  você poderá contar com um especialista em abertura de clínicas médicas e outros estabelecimentos de saúde para garantir o devido andamento dos processos e retirar todas as suas dúvidas.

Para saber mais sobre o processo de regularização de clínicas médicas, entre em conosco, clicando nos botões abaixo, por telefone ou por e-mail.

 

Rua Engenheiro Osvaldo Andreani 614, Vila Rio Branco, São Paulo – SP
(11) 2041-0672 / (11) 2041-7266
bruno@ajmed.com.br

Os comentários estão encerrados.

ASSINE