Como credenciar clínica a plano de saúde

Como abrir uma clínica de radiologia
Como abrir uma clínica de radiologia
12 de julho de 2021
INSS para médico autônomo: Como funciona?
INSS para médico autônomo: Como funciona?
20 de julho de 2021
Como credenciar clínica a plano de saúde

Credenciar clínica a plano de saúde pode ser uma excelente alternativa para médicos e estabelecimentos de saúde que desejam obter mais clientes e conquistar a credibilidade do mercado.

O sistema público de saúde do nosso país não consegue atender de forma satisfatória a população, condição que justifica a expansão dos planos de saúde.

É cada vez maior a procura por convênios de saúde que possam garantir atendimento de qualidade nas melhores clínicas, hospitais e com os melhores profissionais.

Para que se tenha uma ideia em relação a importância dos planos de saúde para clínicas e consultórios médicos, dados da ANS – Agência Nacional de Saúde Complementar demonstram que mais de 47 milhões de brasileiros estão conveniados a algum plano de saúde e assistência médica.

Ainda segundo dados recentes da ANS, o número de brasileiros buscando a contratação de planos de saúde segue em crescimento em várias partes do país.

Você procura uma alternativa para aumentar o seu faturamento e volume de pacientes? Se você respondeu “SIM”, saiba que credenciar clínica  a plano de saúde, é sem dúvidas, uma excelente opção.

O que é preciso para credenciar clínica a plano de saúde?

Para credenciar clínica a plano de saúde, você precisará de alguns documentos.

Vale destacar que a lista de documentos costuma variar para clínicas (Pessoa Jurídica) e consultórios (Pessoa Física).

No entanto, logo abaixo, você pode conferir a lista completa de documentos para credenciar clínica ou consultório a plano de saúde, confira!

Documentos para credenciar consultório a plano de saúde (Pessoa Física):

  • Inscrição no CCM – Cadastro de Constituinte Mobiliário da prefeitura;
  • Registro no CNES – Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde;
  • Certificado de inscrição do consultório no conselho profissional, no caso do médico, o CRM;
  • Alvará da Vigilância Sanitária;
  • Alvará de Funcionamento do estabelecimento;
  • CPF – Cadastro de Pessoas Físicas do profissional responsável;
  • Currículo e Diploma do profissional responsável;
  • Registro  atualizado no Conselho de Classe Profissional do responsável;
  • Dados da conta bancária;
  • Comprovante de endereço do local de atendimento.

Documentos para credenciar clínica a plano de saúde (Pessoa Jurídica):

  • Contrato Social ou Ata de Constituição da clínica;
  • CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoas Jurídica;
  • Registro no CNES – Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde;
  • Inscrição Municipal da clínica;
  • Alvará de Funcionamento da clínica;
  • Certificado de inscrição da clínica conselho profissional, no caso do médico, o CRM;
  • Alvará de Vigilância Sanitária;
  • Alvará de funcionamento do estabelecimento;
  • Currículo e Diploma do profissional responsável;
  • Registro  atualizado no Conselho de Classe Profissional do responsável;
  • Relação do corpo clínica do estabelecimento;
  • Dados da conta bancária;
  • Comprovante de endereço do local de atendimento.

Observação: As listas de documentos podem sofrer variação entre operadoras de plano de saúde.

Com os documentos em mãos, basta entrar em contato com o plano de saúde desejado e solicitar o credenciamento.

No momento do contato, você receberá todas as instruções quanto aos procedimentos e fases do processo de credenciamento.

Uma vez credenciada, a clínica ou consultório médico será habilitada para prestar atendimento aos clientes do plano em questão.

Para abrir uma clínica médica ou buscar auxílio em relação aos documentos acima, entre em contato conosco, clicando em um dos botões abaixo:

 

Quais os principais planos de saúde para credenciar clínica e consultório?

O Brasil conta com um grande número de operadoras e planos de saúde autorizados a funcionar pela ANS – Agência Nacional de Saúde, no entanto, alguns deles concentram a maior parcela dos beneficiários.

Na lista abaixo, você confere os principais planos de saúde do Brasil, e pode acessar o site para credenciamento da sua clínica ou consultório médico:

Posso credenciar clínica ou consultório em mais de um plano de saúde?

Aqui na AJMED recebemos muitos contatos de profissionais que possuem dúvidas sobre como credenciar clínica a plano de saúde.

Uma das dúvidas mais comuns diz respeito ao limite de credenciamento. Afinal, é possível credenciar clínica ou consultório em mais de um plano de saúde?

De acordo com as normas da ANS, médicos, clínicas médicas e outros profissionais podem ser credenciados em diferentes operadoras de plano de saúde, não existindo qualquer tipo de limite.

As operadoras também ficam impedidas de exigir exclusividade dos profissionais conveniados ou que solicitem credenciamento.

Há algum limite de credenciamento por parte das operadoras?

A ANS deixa claro que não existindo impossibilidades técnicas, o número de profissionais e estabelecimentos de saúde vinculados a uma mesma operadora é ilimitado.

No entanto, não é incomum encontrar profissionais com pedido de credenciamento negado por “impossibilidade técnica”, sem quaisquer detalhes adicionais por parte das operadoras.

Nesse caso, o profissional que se sentir prejudicado pode recorrer ao judiciário para exigir o seu credenciamento ao plano de saúde.

Preciso renovar o credenciamento no plano de saúde?

Sim. É preciso observar atentamente o exposto no contrato celebrado com o plano de saúde para proceder a renovação após o período necessário.

Vale destacar que na ocorrência de alterações na Razão Social ou no Cadastro de Contribuintes Mobiliários, será necessário atualizar o credenciamento.

Guia TISS, faturamento e glosas médicas

Agora que você já sabe como credenciar clínica a plano de saúde, é importante conhecer como funciona o processo de faturamento dos atendimentos realizados.

Ao iniciar a prestação de serviços por meio de convênio com operadoras de planos de saúde, é importante que você saiba que a cada consulta realizada, deve ser gerada uma Guia TISS.

TISS significa Troca de Informações na Saúde Suplementar, um formulário padronizado para registro de procedimentos e troca de informações entre prestadores de serviços e planos de saúde.

Além de preencher a guia TISS, todas as consultas e procedimentos realizados devem ser cadastrados em um sistema online de faturamento. 

Em geral, o prazo para pagamento, por parte da operadora, é de 60 dias. No entanto, esse prazo pode variar de operadora para operadora de plano de saúde.

Por fim, é importante ficar atento ao extrato do plano de saúde para verificar se alguma guia foi glosada, ou seja, não aceita pela operadora. Caso isso aconteça, você terá um prazo para recorrer.

Se precisar de apoio, você pode contar com a AJMED, como uma contabilidade especializada em saúde, oferecemos treinamento e suporte para emissão de NFe e contestação de glosas médicas.

Procurando uma contabilidade especializada em saúde? Conte com a AJMED, clique em um dos botões abaixo e entre em contato conosco:

 

Os comentários estão encerrados.

ASSINE