5 passos para abrir uma clínica veterinária!!

6 dicas para abrir um consultorio odontologico
6 dicas para montar um Consultório Odontológico!
16 de agosto de 2019
5 passos para abrir uma clínica de fonoaudiologia
5 passos para abrir uma clínica de fonoaudiologia!
23 de agosto de 2019
5 passos para abrir uma clínica veterinária!!

5 passos para abrir uma clínica veterinária!!

O fato de se abrir uma clínica veterinária , está totalmente relacionada ao mercado pet, que tem crescido muito nos últimos anos, sendo as clínicas veterinárias estabelecimentos bastante procurados por donos de cães, gatos e outros animais domésticos.

Afinal, cada vez mais, as pessoas se preocupam em dar uma vida de qualidade aos seus bichos de estimação.

Pensando nesse contexto, profissionais da área ou mesmo de outros segmentos de mercado encontram no mercado pet uma boa oportunidade de negócio. Por isso, almejam ter uma empresa para atender a demanda existente.

Se você faz parte desse grupo de pessoas e quer saber tudo o que é necessário para legalizar o seu negócio, então, continue lendo este artigo. Aqui, você encontra o passo a passo para abrir uma clínica de veterinária e obter sucesso no seu empreendimento.

Para tanto, confira as informações presentes em cada um dos tópicos a seguir:

  • Passo 1 – Montar plano de negócios da clínica veterinária
  • Passo 2 – Escolher localização para abrir uma clínica veterinária
  • Passo 3 – Formalizar clínica veterinária como empresa
  • Passo 3.1 – Como registrar a sua Clínica Veterinária
  • Passo 4 – Pesquisar fornecedores para equipamentos e insumos
  • Passo 5 – Formar uma equipe capacitada para atender o público

Passo 1 – Montar plano de negócios para abrir uma clínica veterinária

O primeiro do passo a passo para abrir uma clínica veterinária é ter um plano de negócio, o que é essencial para dar o pontapé inicial a sua empresa. Afinal, não basta seguir os trâmites legais para formalizar o seu empreendimento, é preciso contar com um projeto consistente.

Isso quer dizer que você deve conhecer o segmento de mercado no qual deseja investir, identificar o seu público alvo para saber quais serviços oferecer e buscar os melhores fornecedores, bem como escolher uma localização apropriada para o seu estabelecimento.

Mudando totalmente de assunto repasse a um amigo Fisioterapeuta!

Contabilidade para Clínica Fisioterapia

Também é necessário listar todos os profissionais que você deve contratar. Quando essas informações estiverem todas reunidas, tem-se o plano de negócios. Afinal, a partir do momento que ele é desenvolvido, a sua ideia de negócio começa a ganhar forma.

Além disso, não basta colocar na ponta do lápis todas as informações necessárias, é preciso pesquisar para saber quais são as melhores decisões a respeito da estrutura do seu estabelecimento. Com isso, consegue-se obter o melhor custo benefício.

Portanto, o plano de negócios é construído à medida que você define como vai ser a sua empresa. De qualquer forma, esse plano é essencial para você ter tudo bem decidido e, a partir de então, identificar o que deve ser feito ainda.

Passo 2 – Escolher localização para abrir uma clínica veterinária

Uma parte importante do plano de negócios e também mais uma das etapas do passo a passo para abrir uma clínica de veterinária é decidir em qual endereço o seu estabelecimento vai funcionar. A localização deve ser estratégica.

Ou seja, deve ser um lugar próximo do seu público alvo, já que as pessoas que buscam pelas clínicas veterinárias também querem comodidade. Além disso, deve ter fácil acesso para os fornecedores de insumos e equipamentos.

Mais um requisito do endereço do seu consultório veterinário é o aluguel caber no seu bolso, sendo uma despesa que existe todo o mês e que não pode deixar de ser paga.

Por isso, quem possui capital para investir em um imóvel próprio é um ótimo negócio.

Passo 3 – Formalizar clínica veterinária como empresa

Legalizar a sua empresa perante a lei é mais um passo para abrir uma clínica veterinária, além de ser fundamental para contar com uma clínica veterinária bem estruturada. Muitas etapas da formalização são as mesmas de qualquer outro negócio.

Tudo começa na Junta Comercial da sua cidade, por exemplo em São Paulo, seria a JUCESP, onde é preciso registrar o seu negócio.

Em geral, recomenda-se a assessoria de um contador, converse com o pessoal da AJMED, pois trata-se de um passo bastante burocrático, sendo que esse profissional também ajuda a fazer as melhores escolhas.

De qualquer modo, para essa etapa, deve-se saber como vai funcionar o seu consultório veterinário, inclusive, se haverá ou não sócios. Para abrir uma abrir uma clínica veterinária com sócios são registrados como Sociedade Limitada.

Já se você não pretender ter sócios, então, vai ser um microempresário e, nesse caso, pode optar pela categoria Empresário Individual (EI) ou Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI). No primeiro, é preciso ter um capital pessoal bastante alto.

Isso porque a diferença em relação ao EI é que no EIRELI existe a divisão de capital. Isso quer dizer que se você for EI, o seu capital e o da sua clínica veterinária não ficam separados. E, caso o seu negócio tenha problemas financeiros, o seu dinheiro pessoal será usado para resolvê-lo.

Além disso, microempresas podem optar pelo Simples Nacional, uma forma simplificada de pagar os tributos ao governo. Além da parte tributária, é necessário a escolha dos CNAES e Códigos de Serviço usados na NF e caso você opte em ser Uniprofissional, as Taxas da Prefeitura 

Em geral, essa é a melhor escolha para essa categoria de empresário, mesmo assim, o contador vai ajudar a se certificar sobre isso.

Faça seu orçamento agora mesmo no AJMED que poderemos lhe ajudar neste processo.

Passo 3.1 – Como registrar a sua Clínica Veterinária

Para abrir uma clínica veterinária é necessário ir à Junta Comercial da sua cidade, depois, fazer o registro na Receita Federal para obter o CNPJ do seu negócio. Também é preciso obter os alvarás de funcionamento necessários, na prefeitura do seu município.

Outro registro necessário é na entidade sindical patronal, onde a empresa deve se enquadrar para recolher a contribuição sindical patronal. Existe ainda o cadastro que deve ser feito é na Caixa Econômica Federal no sistema Conectividade Social.

Já no Corpo de Bombeiros é preciso obter mais uma autorização de funcionamento, a fim de garantir a segurança de todas as pessoas que estiverem na sua clínica de veterinária. Esses passos, na realidade, são comuns a todos os tipos de empreendimento.

No entanto, como estamos falando de uma empresa que tem uma atividade que requer a participação de um ou mais médicos veterinários, deve-se estar atento a mais alguns passos importantes. Entre eles, registrar a empresa no Conselho Regional de Medicina Veterinária, em SP seria o CRMVSP da sua cidade ou região.

Para tanto, é exigido um médico veterinário de carteira assinada no estabelecimento. Esse registro também é importante para permitir que sejam adquiridos produtos veterinários, os quais podem ser apenas vendidos a clínicas registradas.

Da mesma forma, a vigilância sanitária competente da sua cidade só vai conceder o alvará de funcionamento do seu estabelecimento se ele estiver devidamente registrado. E mais, é necessário que o seu negócio esteja em conformidade com o Código Sanitário.

Como se trata de uma empresa voltada à saúde animal, as clínicas veterinárias devem estar atentas ainda ao Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde.

Por isso, não deixe de fora nenhum registro para começar a operar de forma legal.

Leia também um artigo que fiz sobre Abertura de Clínica de Fonoaudiologia e você verá que são bem semelhantes os processos.

 

Passo 4 – Pesquisar fornecedores para equipamentos e insumos

Mais uma das etapas essenciais para abrir um estabelecimento voltado à medicina veterinária é saber quais são todos os equipamentos veterinários necessários. De acordo com os serviços a serem prestados, existe um material cirúrgico veterinário específico.

Além disso, os instrumentos cirúrgicos e outros artigos devem ser adquiridos de fornecedores de confiança e de qualidade. Ao mesmo tempo, devem oferecer preços competitivos. Isso quer dizer que você deve pesquisar muito para fazer as melhores escolhas.

Uma dica é conversar com outros estabelecimentos da mesma área para identificar quais são os fornecedores que mais combinam com as necessidades da sua empresa. Pode ser relevante ainda contar com medicamentos, sendo necessários contatar uma farmácia veterinária.

Passo 5 – Formar uma equipe capacitada para atender o público

Por fim, mas não menos importante, entre o passo a passo para abrir uma clínica de veterinária está o de montar uma equipe capacitada.

No caso dos veterinários, eles não necessários só para registrar a sua clínica no conselho competente.

É de fundamental importância contar com profissionais especializados, a fim de oferecer um atendimento seguro e de qualidade.

Além deles, pode ser necessário contratar demais profissionais, de acordo com os serviços oferecidos e com o tamanho da clínica.

A questão é que todos eles devem estar capacitados e serem experientes. Para a área administrativa, também pode ser preciso contratar funcionários, como secretária, recepcionista e um contador ou mesmo contratar a assessoria de um escritório de contabilidade.

Neste vídeo comentei um pouco sobre como abrir uma Clínica Médica, o que societariamente, assemelha-se muito a você tentar abrir uma Clínica Veterinária, veja:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE
Open chat
Estou no site da AJMED e gostaria de tirar uma dúvida!!!!